Terça-feira, 27 de Abril de 2010

[Concerto] Kokusyoku Sumire em Lisboa

Informação retirada do site do Museu Fundação do Oriente "Kokusyoku Sumire é um duo japonês de sonoridade e estética únicas. Yuka (soprano, acordeão, piano) e Sachi (violino, piano) transportam-nos através da sua música, fazendo-nos recuar no tempo até ao início do século XX. Um duo a ouvir e ver, obrigatoriamente, nem que seja uma vez na vida. Opereta, música cigana, cabaret, balada japonesa, J-pop ou visual-kei? As Kokusyoku Sumire (Violeta Negra) apresentam um espectáculo que mistura um pouco de todos os estilos. Sumptuosamente vestidas, com penteados extravagantes, as duas ninfas góticas produzem sons oníricos que evocam Alice no País das Maravilhas em que a festa do chá inclui não só a lebre de Março mas também o Pierrot de Au clair de la lune. Yuka transmite uma energia ponderosa. Sachi é uma musa, uma Lolita gótica japonesa que faz furor junto das jovens europeias. A propensão para as histórias de fadas, lendas e contos de terror é o elo que as une. O duo, porém, não é fácil de definir. Yuka e Sachi tanto falam da devastação das almas apaixonadas da tradição popular japonesa para, logo a seguir, passarem para uma versão improvável da Carmen ou para uma marcha militar do princípio do século passado. Os seus trajes coloridos são como que um prolongamento do som: por vezes Little Red Riding Hood, outros Marie-Antoinette e, se for caso disso, o quimono. Magia é com elas e o público deixa-se levar pelo encantamento à semelhança de crianças curiosas a abrirem uma caixa de música ou uma arca de tesouro. As Kokusyoku Sumire seguem a tradição iniciada pelos primeiros compositors/exploradores japoneses como Rentaro Taki or Kosaku Yamada que partiram para a Europa no final do século XIX, regressando ao Japão com a música clássica modernista. Uma vez adaptada à cena japonesa, esta música perde alguma superlatividade e torna-se mais familiar, mantendo, simultaneamente, um tom exótico. Yuka e Sachi, com essa ambiguidade, produzem sonoridades deliciosamente retro tanto para ouvidos japoenses como europeus. As duas violetas negras parecem seguir o mesmo ascetismo do vestuário associado ao movimento lolita gótica. Estes são muitas vezes resultado da adaptação japonesa da moda europeia de outros tempos: saias em balão, aventais e rendas, violetas, chapéuzinhos e toucados… Há uma relação óbvia entre este novo estilo e a sua música e facilmente conseguimos perceber porque é que as jovens japonesas aderiram aos círculos lolita gótica. Não pretendemos, contudo, reduzir o movimento a uma moda de adoloscentes. Tim Burton, quando está em Tóquio, acorre muitas vezes aos concertos das Kokusyoku Sumire e a verdade é que parece haver um entendimento criativo entre ele e Yuka e Sachi. Isso tem, sem dúvida, muito a ver com o gosto que os três partilham pelo universo misterioso dos contos de fadas e as histórias misteriosas da beleza gótica." Data: 1 de Maio Hora: 21.30 horas Palco: Auditório do Museu do Oriente Preço: 15EUR Venda de bilhetes: Mudeu do Oriente; fnac; ticketline Site oficial: http://www.kokusyokusumire.net/ Myspace: http://www.myspace.com/kokusyokusumire

publicado por mixkids às 09:54
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
16
17
18
19
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. [Concerto] Kokusyoku Sumi...

.arquivos

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds